Meditação do dia 28 de Janeiro

30-01-2024
Um adito "comum"

 

"Seja qual for o nosso tempo limpo, nunca recuperamos totalmente. " 
Depois de estarmos há algum tempo no programa, alguns de nós começam a pensar que estão curados. Já aprendemos tudo o que jogadores Anónimos tem para nos ensinar; começamos a sentir-nos aborrecidos com as reuniões; e o nosso padrinho ou madrinha continua a repetir o velho refrão: "Os passos - os passos - os passos!" Decidimos que está na altura de arrancar com as nossas vidas, de ir a muito menos reuniões, e de tentar compensar todos os anos que perdemos com a adição ativa. Fazemos isso, todavia, colocando em perigo a nossa recuperação. Aqueles de nós, que recaíram depois de episódios semelhantes, costumam tentar ir a quantas reuniões puderem - alguns de nós vão a uma reunião por dia durante vários anos. Poderá levar-nos esse tempo todo a compreender que seremos sempre aditos. Talvez nos sintamos bem num dia e mal no outro, mas somos aditos todos os dias. Em qualquer altura estamos sujeitos à ilusão, à negação, à racionalização, à justificação, à insanidade - todos os traços da forma de pensar de um adicto. Se queremos continuar a viver e a gozar a vida sem jogo, devemos praticar todos os dias um programa ativo de recuperação.
SÓ POR HOJE: Eu sou um adito todos os dias, mas hoje tenho a escolha de ser um adito em recuperação. Vou fazer essa escolha ao praticar o meu programa.