Meditação do dia 8 de Dezembro

08-12-2023

MEDITAÇÃO DO DIA

8 de dezembro

Chamar os defeitos pelos nomes

"Quando vemos como os nossos defeitos existem nas nossas vidas e os aceitamos, podemos entregá-los e prosseguir na nossa nova vida."

Por vezes a nossa prontidão para vermos os nossos defeitos de carácter removidos depende do que nós lhes chamarmos. Se dermos nomes errados aos nossos defeitos a fim de torná-los menos "defeituosos", poderemos ter dificuldade em ver o mal que causam. E se eles parecerem não causar nenhum mal, então porque é que haveríamos de ter que pedir ao nosso Poder Superior para os remover das nossas vidas? Vejamos, por exemplo, o "agradar aos outros". Não soa assim tão mal, pois não? Significa apenas que somos simpáticos para as pessoas, certo? Não é bem assim. Se não estivermos com rodeios, significa que somos desonestos e manipuladores. Mentimos sobre os nossos sentimentos, as nossas crenças, e as nossas necessidades, tentando seduzir os outros de acordo com os nossos desejos. Talvez pensemos que somos "despreocupados". Contudo, será que isso significa ignorarmos as lides domésticas, evitarmos confrontações, e acomodarmo-nos às situações? Se assim for, seria melhor chamarmos-lhe "preguiça", ou "adiamento", ou "medo". Muitos de nós têm dificuldade em identificar os defeitos de carácter. Se for esse o nosso caso, podemos falar com o nosso padrinho ou madrinha, ou com os nossos amigos em jogadores anónimos. Descrevemos-lhes, de uma forma honesta e clara, o nosso comportamento e pedimos-lhes ajuda para identificarmos os nossos defeitos. Com o passar do tempo, vamos tornar-nos progressivamente mais capazes de identificar os nossos defeitos de carácter, chamando-os pelos seus verdadeiros nomes.

SÓ POR HOJE: Vou chamar os meus defeitos pelos seus verdadeiros nomes. Se tiver dificuldade em fazê-lo, vou pedir ajuda ao meu padrinho ou madrinha.